Os sofrimentos humanos

"Encontrado o sofrimento, o homem tem o dever de identificar as suas causas, que procedem dos atos degenerativos próximos ou remotos..."





Nascimento da consciência

"O homem deve adquirir o conhecimento para elevar-se do ser bruto, tornando-se o sujeito detentor da consciência."





Leis cármicas e felicidade

"Normalmente, o medo da solidão é o fantasma do estar sozinho, sem ninguém a quem submeter ou a quem submeter-se."





Manutenção de propósitos

"O entendimento de si mesmo, a fim de encontrar as raízes dos problemas, para extirpá-los, exige uma energia permanente."





Problemas sexuais

Não basta satisfazer o sexo — toda fome e sede, de momento, saciadas, retornam, em ocasião própria.





O devir psicológico

O homem amargurado, que se faz vítima dos conflitos, deve aprender a resolver os desafios do momento.





Ter e ser

A integridade e a segurança defluem do que se é, jamais do que se tem.





O problema do espaço

No relacionamento social, cada indivíduo é cioso dos seus direitos, do seu espaço físico e mental.





Mecanismos de evasão

A larga infância psicológica das criaturas é dos mais graves problemas, na área do comportamento humano.





A tragédia do cotidiano

Os conteúdos psicológicos, mantenedores do equilíbrio, fragmentam-se ao choque do cotidiano agitado e desestruturam o homem.





Doenças físicas e mentais

O homem conquista o exterior e perde-se interiormente. Avança na horizontal do progresso técnico sem o logro da vertical ética.





Insegurança e crises

Os direitos humanos decantados em toda parte sofrem o vilipêndio daqueles que os deveriam defender.





Religião e religiosidade

É preciso que o homem se arrisque, se aventure, mesmo que esta decisão o faça ansioso quanto ao seu desempenho, aos resultados.





Consciência ética

O fenômeno da autoconsciência consiste no conhecimento lógico do que fazer e como executá-lo, sem conceder-lhe demasiada importância.





Autodescobrimento

O homem, realmente não se conhece. Camufla os sentimentos enquanto se esfalfa na realização pessoal.





Mitos

O criador desejava que o seu gerado fosse sempre um inocente, ignorante, dependente, sem consciência ética, sem discernimento.





Ódio e suicídio

A irradiação do ódio é portadora de carga destrutiva que, não raro, corrói as engrenagens do emissor.





Homens-aparência

Não se pode conseguir de um para outro momento a liberdade, nem a herdar das gerações passadas.





Liberdade

Somente mediante a responsabilidade, o homem se liberta, sem tornar-se libertino ou insensato.





Solidão

A sociedade competitiva dispõe de pouco tempo para a cordialidade desinteressada, para deter-se em labores a benefício de outrem.





Medo

A nova geração perdeu a confiança nas afirmações do passado e deseja viver novas experiências ao preço da alucinação.





A ansiedade

O grande desafio contemporâneo para o homem é o seu autodescobrimento.





A rotina

Rotina é como ferrugem na engrenagem de preciosa ma¬quinaria, que a corrói e arrebenta.