Pílulas gramaticais Fev19

Dos chamados erros comuns que ocorrem no uso do idioma português, eis mais dez exemplos:

1 - O governo interviu no câmbio.

O correto: O governo interveio no câmbio.

Explicação: o verbo intervir conjuga-se como o verbo vir.

Pretérito perfeito de vir: vim, vieste, veio...

Pretérito perfeito de intervir: intervim, intervieste, interveio.

2 - O político foi taxado de ladrão.

O correto: O político foi tachado de ladrão.

Explicação: tachar significa: pôr tacha ou defeito em; acusar, censurar, notar. O particípio correto é, pois, “tachado”.

3 - Na pintura da casa, predominam os tons pastéis.

O correto: Na pintura da casa, predominam os tons pastel.

Explicação: quando a cor for expressa por um substantivo (pastel, creme, rosa, cinza), o termo não varia: tons pastel, blusas creme, camisas rosa, gravatas cinza.

Se a cor for expressa por um adjetivo (verde, azul, vermelho), o plural segue a forma padrão: tons azuis, blusas verdes, camisas vermelhas.

4 - Ele tinha chego atrasado.

O correto: Ele tinha chegado atrasado.

Explicação: o particípio do verbo chegar é chegado. Não existe “chego”.

5 - O ônibus sairá daqui há três horas.

O correto: O ônibus sairá daqui a três horas.

Explicação: para indicar tempo futuro, usa-se a preposição “a”.

6 - Joana deu a luz a dois meninos.

O correto: Joana deu à luz dois meninos.

Explicação: a expressão correta é “dar à luz”, ou seja, pôr no mundo. Outros exemplos: A artista deu à luz três crianças. Minha sobrinha deu à luz quíntuplos.

7 - O Santos empatou em 1 a 1.

O correto: O Santos empatou por 1 a 1.

Explicação: em frases assim, em caso de vitória, derrota ou empate, usa-se a preposição “por”. Exemplos: O time empatou por 1 a 1. O Vasco ganhou por 2 a 1. O Santos perdeu por 3 a 2.

8 - À medida em que ele falava, tudo se acalmava.

O correto: À medida que ele falava, tudo se acalmava.

Explicação: a locução “à medida em que” constitui um equívoco.

9 - Ele sentou na mesa para comer.

O correto: Ele sentou-se à mesa para comer.

Explicação: as pessoas educadas não se sentam na mesa para comer, mas à mesa, isto é, próximas dela.

10 - Acordos políticos-partidários.

O correto: Acordos político-partidários.

A explicação: nos adjetivos compostos, só o último elemento varia. Exemplo: bandeiras verde-amarelas, medidas econômico-financeiras, partidos social-democratas.



Comentário

0 Comentários